Lígia Rosso

O carvalho e as ventanias…

Reflexões sobre esta árvore tão forte e tão significativa...

Convido os leitores de Santiago, RS e região para refletirem sobre o carvalho:

O vento forte sacudiu o carvalho estrondoso naquela madrugada de tempestade. As árvores da floresta silenciosamente presenciavam a cena do carvalho perdendo suas folhas e galhos nas ventanias. A árvore chorou em forma de seiva dourada, a qual escorria em seu caule frondoso enquanto o vento sussurrava desesperanças ao seu redor.

O carvalho sentiu medo sim, pois quem quer viver sente essas coisas de vez em quando. As tempestades têm essa estranha mania de escurecer os dias e amedrontar as noites, levando para longe o brilho do sol e da lua. Mesmo ferido, o carvalho resistiu e esperou os novos dias chegarem…paciente, ele foi curando cada ferida feita pelos ventos das inseguranças, dos problemas, dos receios, das solidões em meio a tempestade.

E no dia em que o sol voltou a brilhar por entre as nuvens nebulosas, lá estava o único carvalho da floresta, despido em sua dor pelos galhos e folhas que se foram com o vento, porém, disposto a renascer ainda mais belo e forte, pois a seiva da vida escorria no âmago do seu ser e, lá dentro onde toda a vida acontece, conectado com suas raízes, o carvalho estava intacto.

Cada açoite do vento deixou marcas profundas que o lembrarão do quanto é forte e de tudo que pode superar para continuar sua missão na floresta da VIDA

44Shares
Leia também
Fechar
Botão Voltar ao topo