Lígia Rosso

Renovação, recomeço e (r)evolução!

“É preciso que nos renovemos diariamente. Os hábitos e as ideias velhas tornam-se doenças”, assim escreveu Paulo Bomfim. Inspirada nesta frase sobre renovação, certo dia, perguntei a uma amiga muito próxima se ela considerava normal a pessoa ter passado dos seus trinta e tantos anos de vida com a nítida sensação de estar recém iniciando sua trajetória, tanto profissional quanto pessoal. Pela primeira vez, notei minha estimada amiga indecisa para me responder, pois ficou confusa com meu questionamento em meio a uma conversa bastante informal que acontecia naquele momento.

Em suma, ela me disse que o importante é seguir o próprio coração, independentemente do tempo, da idade biológica ou das circunstâncias. Concordo com essa reflexão e levei na memória esse bate-papo, redefinindo muitas coisas interiormente enquanto eu caminhava rumo a minha casa.

Infelizmente, ainda vivemos em uma sociedade que gosta de rotular pessoas e situações o tempo todo. No início da vida juvenil, somos muito novos para praticamente tudo e, após certa idade, já não podemos fazer outras coisas. É preciso muita paciência com essa tal sociedade e seus parâmetros. Há todo um mar de preconceitos largamente disseminados e é preciso ser muito flexível e paciente para que possamos buscar o que nos torna pessoas realizadas, internamente satisfeitas.

Por isso, compartilhei neste texto a frase do escritor Paulo Bomfim (Colecionador de Minutos – ed. Gente)  a qual fala justamente sobre a renovação e a importância de sairmos da zona de conforto.  Acredito que uma das maiores doenças da sociedade atual é deixar de sonhar, de idealizar e, principalmente, de agir. Apegamo-nos facilmente a tudo que é mais cômodo, nos habituamos a andar pelos mesmos trajetos, encontrando as mesmas pessoas, vendo as mesmas paisagens. Aos poucos, se não nos cuidarmos, a vida vai ficando em preto e branco e aí que está o risco dela perder seu encanto, fechando-se em si mesma.

Assim, é no ato de continuar a busca que a existência se renova e se torna uma fonte de inesgotável inspiração. Precisamos nos conscientizar de que somos seres inacabados, construindo nossos pensamentos, conceitos e sentimentos continuamente. Não há perfeição e nem fórmulas, devemos caminhar, pois a estrada, de certa forma, está sempre (re)começando.

————————————————-

IMPORTANTE: caros leitores, retorno as postagens aqui no Portal Terra dos Poetas após um período de revisão nos meus escritos e profunda renovação de ideias e inspirações. Aproveito o recesso escolar para firmar o propósito de um texto por semana, com novas reflexões, crônicas cotidianas e também poesias, diversificando as opções para atender a todos vocês que prestigiam este espaço. Ao editor do Portal , minha gratidão pela oportunidade de expressar meus pensares aqui! Forte abraço a todos vocês…e 2018 segue. Até a próxima coluna!

58Shares
Leia também
Fechar
Botão Voltar ao topo